» » » » Web Rádio aciona Corinthians na Justiça por quebra de contrato e pede R$ 1,8 mi



Empresa responsável pela criação da Rádio Timão FM, a Arka Produções entrou com uma ação judicial contra o Corinthians solicitando o pagamento de R$ 1,8 milhão pelo não cumprimento do contrato assinado com o clube do Parque São Jorge. O processo corre na 34ª Vara Cível do Foro Central da Comarca de São Paulo.

De acordo com o documento ao qual o UOL Esporte teve acesso, a Arka Produções tinha acordado com o Corinthians, em outubro de 2016 — válido pelos cinco anos seguintes — criar uma web rádio e explorar a marca do clube. Pelo contrato, o Alvinegro cederia um espaço físico no Parque São Jorge, registraria a marca Rádio Timão FM no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) e impulsionaria o projeto facilitando a transmissão de jogos, entrevistas com jogadores e dirigentes, e oferecendo informações exclusivas do clube.

Segundo a Arka Produções, a empresa chegou a comprar os equipamentos necessários para as transmissões, contratou profissionais da área e alugou uma sala comercial na rua Augusta, região central da cidade de São Paulo, para viabilizar o projeto da rádio. O Corinthians, no entanto, não cumpriu com o combinado e o projeto foi impossibilitado.

A empresa cobra na Justiça o pagamento dos lucros cessantes no valor de R$ 1.499.999,76, uma indenização por danos morais de, no mínimo, R$ 100.000,00, e o ressarcimento com correção monetária e juros dos valores investidos para a realização do projeto. Este custo é de R$ 207.698,83.

Procurado pela reportagem, o advogado Jefferson Luiz Maestrelli, representante legal da Arka Produções, informou que houve a tentativa de um acordo com o Corinthians antes de a Justiça ser acionada, mas o clube não se posicionou.

"Procuramos o Corinthians para buscarmos um acordo. O clube chegou a nos responder duas ou três vezes pedindo mais tempo para resolver o problema, mas após o prazo pedido por eles não fomos atendidos. Por isso, exercemos o que estava previsto em contrato", informou Maestrelli.

O Corinthians também foi procurado pelo UOL Esporte para se manifestar sobre o caso, mas optou por não se posicionar enquanto aguarda notificação judicial.

FONTE: UOL ESPORTES

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta