» » Engajamento com os ouvintes



Entre as dicas de profissionais do mercado estão a elaboração de conteúdo de qualidade, enquetes e promoções. Confira!

Por Fernanda Nardo e Giovana Massetto

Uma das palavras da “moda” no mundo do marketing é engajamento. Os profissionais que acompanham as plataformas de redes sociais estão sempre atentos a esta métrica nas postagens e o objetivo é sempre fazê-la crescer. Mas o engajamento é muito mais do que isto. Ele também representa o relacionamento do cliente com a marca. No offline, a lógica é a mesma e para as emissoras de rádio também envolve a participação e o próprio posicionamento do ouvinte sobre o que está sendo apresentado.

O engajamento é fundamental, afinal, essa proximidade é um dos diferenciais do meio rádio. Quando um ouvinte se identifica com a programação, com o locutor, quando ele tem um canal de relacionamento aberto com a emissora, suas expectativas são atendidas e ele se sente pertencido. Mas é papel das emissoras estimular este engajamento tanto no dial quantos nos canais digitais em que marca presença.

“O estímulo parte de conteúdos que provoquem opinião e posicionamento, promoções que provoquem participação e interação, e estratégias de marketing que provoquem relacionamento”, explica o gestor artístico da Massa FM Curitiba, Londrina e Maringá, Cristiano Stuani.

As emissoras do GRPCom, segundo o diretor de rádio, João Santos, seguem o mesmo princípio, baseado em três pilares: conteúdo de qualidade, enquete e promoção. “As promoções devem ser de interesse do ouvinte, a rádio precisa oferecer algo que seja um objeto de desejo da sua audiência, não adianta dar qualquer coisa”, afirma.

Para ele, a programação deve ser condizente com a proposta e o perfil do público. Tem que ter música, mas também um conteúdo de qualidade e notícias. “É fundamental conhecer o público, perfil da audiência conforme os horários e dias da semana, e aliar isso a programação destinada a cada um destes perfis”, recomenda.

A qualidade artística, a proximidade com o ouvinte, a comunicação e linguagem fácil e moderna, assim como a programação musical são destacadas por Augusto Oliveira, diretor comercial da Caiobá FM. “Para gerar engajamento, tudo é minuciosamente elaborado. Estamos também sempre atentos à inovação”.

Estratégias

Quando se trata da Massa FM, Cristiano conta que programas com perfil talk e entretenimento tem permitido a participação opinativa dos ouvintes. “No que se refere a parte promocional, hoje, a emissora conta com mais de 10 promoções simultâneas em sua programação, todas elas, com mecânicas diferentes – formas de participação -, permitindo o envolvimento com diferentes públicos. E, quando se trata de relacionamento, as estratégias vão de ações próximas ao público, ações nas redes sociais, ao atendimento direto pelo WhatsApp, além de formas de linguagem apropriadas usadas pelos nossos comunicadores por meio dos microfones da emissora”.

O uso da linguagem apropriada e o “ouvir o ouvinte” são estratégias destacadas pelo diretor comercial da Caiobá FM. “Utilizamos no digital uma linguagem que não necessariamente é a mesma do dial. Para chegar neste “tom” ouvimos sempre nossos seguidores sobre assuntos e novidades que esperam de nós. Os programas têm uma preocupação grande em engajar e estar próximo dos ouvintes, analisando sempre o que nossa audiência precisa e se interessa no dia a dia, por isto, diariamente temos enquetes com assuntos atuais, discussões e abertura para o ouvinte participar e interagir da melhor forma que se interessarem”.

Augusto Oliveira também cita o uso de ferramentas de interação. “Todos os pontos de contato auxiliam muito. Hoje, recebemos mensagens pelas redes sociais, site, WhatsApp, mas ainda temos ligações, e-mails e, por incrível que pareça, ainda recebemos cartas de ouvintes. Todas as opções de comunicação geram abertura para os ouvintes sugerirem pautas, assuntos de interesse e participarem diretamente na programação”, conta.

Redes Sociais

Para que exista interação, é preciso primeiramente que as páginas das redes sociais da rádio estejam sempre atualizadas. Postar conteúdos que estimulem o compartilhamento por parte dos ouvintes, sempre com uma estratégia definida e regularidade. O ideal é que esse conteúdo seja em forma de uma pequena chamada com link, com o objetivo de levar a sua audiência para o site da emissora, e assim, gerar acessos e interesse por outros conteúdos.

Para João Santos, utilizar memes e assuntos do momento ajuda a gerar mais diálogo e engajamento dos ouvintes no digital. “Tudo que acontece na internet nós puxamos para a rádio, isso gera muito engajamento nas redes sociais. Assuntos do momento, como na época do BBB, que era o assunto mais falado, os memes e tweets, nós trazemos para a rádio, inclusive, para nos comunicar com os ouvintes que nos seguem nas redes sociais”, explica.

O respeito ao perfil da audiência em cada canal também é trabalhado pela Massa FM. “Por muitas vezes, a mesma pessoa que está com a Massa Fm no instagram, espera conteúdos diferentes no facebook. Não existe uma regra para os conteúdos, mas um olhar estratégico diário, de tudo aquilo que teve engajamento ou não. A programação e cronograma de nossos conteúdos se desenvolvem em cima do que os nossos seguidores acompanham ou fazem pelos seus perfis nas redes sociais”, comenta Stuani.

FONTE: AERP - Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta