» » Rádio tem papel fundamental durante crise energética no Amapá



Desde 3 de novembro, quando a população do Amapá começou a sofrer com a interrupção do fornecimento de energia, mais uma vez, os meios de comunicação vêm desempenhando um papel fundamental para orientar a comunidade local.

O rádio ganha destaque neste cenário, por transmitir notícias com credibilidade de forma instantânea, sem a exigência de logística complexa ou custosa na produção de conteúdo.

Nos três primeiros dias de apagão, as emissoras de TV tiveram que recorrer ao uso de geradores para continuarem no ar. Sem energia elétrica em casa, os amapaenses acompanharam as informações pelos rádios de pilha e equipamentos instalados nos carros.

“O rádio foi muito importante, porque foi por onde grande parte da população acompanhou a situação e tomou um rumo sobre o que estava acontecendo”, afirma o presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Amapá (Sindjor-AP), João Clésio.

Três dias após o início do problema, quando começou um rodízio no fornecimento de eletricidade, algumas emissoras conseguiram retornar ao ar, mas os veículos locais enfrentaram diversas dificuldades, como a falta de contato com entrevistados, aparelhos celulares descarregados e interrupção no fornecimento de internet.

Eleições 2020

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá aprovou, na sexta-feira (20), as novas datas para as eleições municipais na capital Macapá, por causa da falta de segurança para a realização da votação.

O primeiro turno ocorrerá em 6 de dezembro, mas sem prorrogação do prazo de veiculação de propaganda eleitoral gratuita. Caso haja segundo turno, a propaganda eleitoral será autorizada entre os dias 11 e 18, e os macapaenses voltarão às urnas no dia 20 de dezembro.

O pleito foi realizado normalmente nos outros 15 municípios do estado.

FONTE: ABERT

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta