» » RIO GRANDE DO SUL: filho confessa morte de radialista e é preso pela polícia


A Polícia Civil prendeu, no começo da tarde desta quarta-feira (30), o filho do radialista Diogar Caetano Botelho, 64 anos, morto na última segunda (28) em Jaguarão (RS). O jovem, de 19 anos, se apresentou na delegacia com um advogado e confessou o crime.

Conforme a delegada Juliana Ribeiro, o suspeito admitiu, no dia seguinte ao crime, ter desferido as facadas que mataram o pai.

Ainda na terça (29), a polícia entrou com uma representação na Justiça, que autorizou a prisão preventiva nesta manhã.

O suspeito justificou, à polícia, que foi atacado por Diogar e só aplicou os golpes para se defender.

"Desde o dia do crime, colhemos relatos de que eles tinham um problema de relacionamento. Questão de dinheiro, herança. A mãe morreu, a avó, sogra do radialista, morreu há pouco, e as brigas se acirraram", relata a delegada, que afirma que o jovem foi adotado pelo casal ainda pequeno.

O jovem foi encaminhado ao Presídio Estadual de Jaguarão. A polícia ainda vai averiguar as circunstâncias do crime para encaminhar o inquérito ao Ministério Público.

Diogar Botelho era diretor da rádio comunitária Jaguarão FM e proprietário de uma borracharia. Na noite de segunda, por volta das 22h30, ele foi atingido por golpes de faca no abdômen, no tórax e nos braços na Rua Carlos Alberto Ribas, no centro da cidade. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) recebeu uma chamada para atendê-lo, mas o encontrou morto.

"Ele era bastante conhecido. A cidade ficou comovida. Não temos muitos homicídios, então, quando acontecem, as pessoas se comovem", comenta a delegada.

FONTE: G1

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta