» » » Hélio Ribeiro no ar, mesmo quase 19 anos após sua morte


Graças a internet um dos maiores nomes da história do rádio brasileiro continua no ar.

Quase dezenove anos após sua morte, o comunicador Hélio Ribeiro tem uma rádio todinha dele na web.

A Rádio HR entrou no ar em 2017 – dia 1º de março – com um arquivo impressionante dos programas, mensagens, pensamentos e traduções que Hélio Ribeiro fez diariamente para milhões de ouvintes, durante décadas.

O comunicador, morto em 6 de outubro de 2.000, entra o tempo todo durante a programação da web rádio como se estivesse ao vivo, intercalando sua grande voz aos maiores sucessos da músicas brasileira e estrangeira.

A Rádio HR

Para não deixar que sua memória no rádio caísse no esquecimento, um grupo de amigos e admiradores fundou e mantém o Memorial Hélio Ribeiro.

O “milagre” do retorno do comunicador se deve ao grande acervo de gravações compiladas por um dos maiores sonoplastas do rádio brasileiro, Onofre Favotto, que trabalhou com Hélio como operador de áudio por vários anos.

Favoto tem nada menos do que 3.500 MD’s (mini disc digitais) que guardam, para sempre, a voz marcante do locutor, suas mensagens, suas traduções, suas “sacadas” geniais.

Num meticuloso trabalho de edição de áudio realizado por ele e pelo filho Marcelo Favotto, fica fácil pensar que Helio Ribeiro continua vivo.

Programação

A web rádio que carrega todo o romantismo que marcou a carreira de HR é produzida a pedido do Memorial Helio Ribeiro, com autorização da família do comunicador.

“Sob o consentimento da família e registro nos órgãos públicos, todos os direitos da obra do Hélio pertencem ao Memorial a quem compete liberá-la, sempre visando o único objetivo: sua preservação”, diz a nota do Memorial ao SóNoticiaBoa.

“Temos levado a mensagem do Hélio às universidades, sobretudo na área da comunicação, entendendo que a mensagem é a grande responsável pelas mudanças de hábitos, aliás, como ele dizia: “Tudo o que comunica modifica, e, ou modifica para melhor ou para pior”, completa.

O site da Rádio HR disponibiliza, gratuitamente, os aplicativos a emissora ser acessada em smartphones Android ou iOS.


História

Hélio Ribeiro é o nome artístico de José Magnoli.

Ele nasceu em São Paulo, no dia 24 de julho de 1935 e morreu na mesma cidade em 6 de outubro de 2000.

Hélio foi ator, radialista, jornalista e narrador brasileiro.

Nos anos 40 quando ainda criança, Hélio Ribeiro fez um teste na Rádio Panamericana – hoje Jovem Pan – com apresentador de televisão Blota Júnior que o aprovou imediatamente e o fez entrar no ar no dia seguinte no programa do jornalista Wilson Fittipaldi.

Depois da Pan ele foi diretor artístico da Rádio Tupi de São Paulo – Diários Associados – da Rádio Difusora de São Paulo; Rádio Piratininga; Rádio Jovem Pan; Rádio Bandeirantes; Rádio Capital de Comunicações.

Também foi correspondente nos Estados Unidos do Sistema Globo-Excelsior de Rádio e da Rádio Bandeirantes.

Com a voz potente, foi narrador das empresas cinematográficas: Paramount Pictures; Twentieth Century Fox; Metro Goldwyn Mayer; Columbia Pictures; Universal International dos Estados Unidos.

Em 1985 o Programa “O Poder da Mensagem” passava na Rádio Gazeta de São Paulo e em 1995 o seu último trabalho foi na Rádio Globo de São Paulo também com o mesmo nome.

Considerado um dos maiores fenômenos da comunicação nacional, Hélio Ribeiro mereceu, ainda em vida, um personagem humorístico de outro artista genial, Chico Anysio, que se inspirou em Hélio Ribeiro para dar vida a “Roberval Taylor”.

Hélio Ribeiro tinha 7 filhos, era casado e morreu no ano 2000, aos 65 anos, de parada cardíaca, após um infarte.


Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta