» » 'A Memória Afetiva do Rádio AM' é tema de exposição na UFRN



O Departamento de Comunicação Social da UFRN deu início a uma exposição que conta a história do rádio no Rio Grande do Norte. “A Memória Afetiva do Rádio AM” foi aberta no início desta semana e vai até o dia 8 de novembro. O acesso é gratuito. Segundo o radialista Silvio Henrique, idealizador da exposição, o projeto faz parte das comemorações do Dia do Radialista, celebrado em 7 de novembro, e do dia do Rádio, comemorado em 25 de setembro.

A exposição ficará aberta à visitação nos corredores do Laboratório de Rádio do Departamento de Comunicação Social (Labcom), na área do Campus da UFRN, no horário das atividades acadêmicas, sempre das 14h às 21h, de segunda a sexta-feira.

“O rádio AM está passando por uma transformação. Com a migração para a Frequência Modulada, inevitavelmente, a tendência será o fim de uma história de quase 100 anos de operação no Brasil nas ondas da Amplitude Modulada. Algumas rádios do Rio Grande do Norte já migraram e desativaram as transmissões em AM. Assim, o objetivo do projeto é expor o acervo tecnológico do Departamento de Comunicação Social da UFRN para que todos possam conhecer o aparato que caracteriza o funcionamento do Rádio AM. É mais um estímulo para que os alunos se interessem em ampliar a memória do rádio AM e sua história no cenário potiguar”, destacou Silvio.


Estão em exposição materiais e equipamentos do acervo do Departamento de Comunicação Social da UFRN que serviram ao Laboratório de Rádio dos Cursos de Jornalismo e Radialismo — Foto: Silvio Henrique

Exposição

Estão em exposição materiais e equipamentos do acervo do Departamento de Comunicação Social da UFRN que serviram ao Laboratório de Rádio dos Cursos de Jornalismo e Radialismo, entre eles:

Mesas de áudio
Microfones
Toca-discos
Cartucheiras
Áudio cassetes
Gravadores de fita magnética
Rádios de mesa à válvula e transistorizados
Válvulas de transmissores de rádio AM
Mini-Disc
Cassetes
Cartuchos
Vinis


Estão em exposição materiais e equipamentos do acervo do Departamento de Comunicação Social da UFRN que serviram ao Laboratório de Rádio dos Cursos de Jornalismo e Radialismo — Foto: Silvio Henrique

Mesa de debates

O projeto desenvolverá ainda uma mesa de debates com profissionais do Rádio AM, no dia 7 de novembro, data em que se comemora oficialmente o novo dia do Radialista no Brasil e apresentará o resultado preliminar da pesquisa de migração das emissoras AM para FM no Rio Grande do Norte.


Estão em exposição materiais e equipamentos do acervo do Departamento de Comunicação Social da UFRN que serviram ao Laboratório de Rádio dos Cursos de Jornalismo e Radialismo — Foto: Silvio Henrique

Objetivos gerais

Apresentar aos estudantes dos Cursos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Radialismo e de Audiovisual o acervo tecnológico que faz parte do Rádio AM em vias de transição para a nova tecnologia da Frequência Modulada, o rádio FM.

Promover uma discussão sobre a Memória Afetiva do Rádio com profissionais que fizeram e ainda fazem a história do Rádio AM potiguar.

Despertar nos estudantes da graduação o interesse em preservar a memória afetiva e a história do Rádio AM potiguar.



Estão em exposição materiais e equipamentos do acervo do Departamento de Comunicação Social da UFRN que serviram ao Laboratório de Rádio dos Cursos de Jornalismo e Radialismo — Foto: Silvio Henrique

Mini atividades

Sessão CINE RÁDIO com projeção de documentários com a temática do rádio AM no Rio Grande do Norte e ÁUDIO MEMÓRIA com audição e entrevistas com personalidades da história do rádio potiguar.


Estão em exposição materiais e equipamentos do acervo do Departamento de Comunicação Social da UFRN que serviram ao Laboratório de Rádio dos Cursos de Jornalismo e Radialismo — Foto: Silvio Henrique

Serviço

Exposição “Memória afetiva do Rádio AM: trajetos tecnológicos”

Local: Departamento de Comunicação Social – Campus Central

Período: de 22 de outubro a 8 de novembro

Horário: 14h às 21h

FONTE: G1

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta