» » Prestes a completar 74 anos, Rádio Globo AM deixa o ar no Rio de Janeiro

Uma das principais estações de Ondas Médias do Brasil deixou o ar nesta segunda-feira (3). A 1220 AM, frequência que desde 1976 abrigava a programação da Rádio Globo no Rio de Janeiro foi desligada pelo Sistema Globo de Rádio (SGR) que alegou incompatibilidade de formato entre as estações. Além da 1220 AM, o SGR também desligou a 860 AM do Rio de Janeiro, 1150 AM de Belo Horizonte e a 780 AM de São Paulo (as três com a bandeira da CBN). A Rádio Globo AM 1100 ainda segue no ar em São Paulo, sendo a única AM do grupo ainda ativa.

A redação do tudoradio.com procurou o professor, consultor, palestrante, historiador e escritor nas áreas de marketing, inteligência de mercado e comunicação, Fernando Morgado, que atuou pelo SGR por vários anos, para levantar o histórico da estação no dial fluminense. Morgado fez um breve resumo da trajetória da Rádio Globo, que teve suas transmissões iniciadas em dezembro de 1944.

Início das transmissões da Rádio Globo

A Rádio Globo AM do Rio de Janeiro foi o primeiro veículo de comunicação criado pelo jornalista Roberto Marinho (1904-2003), que havia herdado o jornal "O Globo" de seu pai, Irineu Marinho (1876-1925). A Globo AM entrou no ar em dezembro de 1944 na frequência 1180 AM, onde permaneceu até 2 de outubro de 1976, quando se transferiu para 1220 AM.

Essa mudança aconteceu na esteira da revisão do Plano Básico de Distribuição de Canais e permitiu que a Rádio Globo carioca ampliasse a cobertura, indo além das fronteiras brasileiras. Por muitos anos, a frequência 1220 AM permaneceu exclusiva, ou seja, não existia outra emissora com essa mesma frequência dentro da sua área de abrangência. Isso permitiu que diversos estados, especialmente do Nordeste, acompanhassem os programas da Rádio Globo do Rio, aproveitando ainda mais o natural ganho de alcance que o sinal de AM tem durante a noite. 

Expansão do Sistema Globo de Rádio

Entre as décadas de 1950 e 1960, o Sistema Globo de Rádio (SGR) expandiu-se no AM através da aquisição de diversas emissoras. Primeiro, foi a Rádio Eldorado do Rio de Janeiro. Depois, com a incorporação da Organização Victor Costa (OVC), somaram-se ao grupo a Rádio Nacional de São Paulo (posteriormente renomeada para Rádio Globo AM 1100), Rádio Excelsior de São Paulo e Rádio Mundial AM do Rio de Janeiro (que atualmente opera em 1180 AM – estação pioneira da Rádio Globo).

Outras AMs também fizeram parte do SGR, com a Rádio Tiradentes de Belo Horizonte (depois transformada em Globo), a Rádio Globo de Recife/PE, a Rádio Imperial de Petrópolis - que revelou nomes importantes como, por exemplo, Paulo Giovanni -, a Rádio Continental de Porto Alegre (cuja frequência 1120 AM foi posteriormente vendida ao grupo RBS (estação que atualmente abriga a Rádio Rural AM) e a Rádio Difusora, no Vale do Paraíba. A expansão no FM se deu a partir dos anos 1970.

Início da trajetória da CBN

Ao longo das décadas de 1990 e 2000, as emissoras AM do SGR foram reunidas em torno de duas marcas: CBN e Globo. Em 1990, a CBN AM 90.5 de São Paulo passou a ser transmitida em simulcast com a frequência até então ocupada pela Rádio X FM. Em 2005, a CBN AM 860 do Rio passou a ser ouvida também em 92.5 FM no espaço até então ocupado pela antiga Globo FM. Em 2010, a Rádio Globo do Rio estreou no FM, primeiro em 89.3 FM, depois de uma adaptação do Ministério das Comunicações passou a operar em 89.5 FM e, em 2014, migrou para 98.1 FM, no lugar da musical popular BEAT98 FM.

Torre da Rádio Globo AM está em uma ilha particular

A torre da Rádio Globo AM está instalada na Ilha do Pontal, localizada na Baía de Guanabara. A ilha é de propriedade do Grupo Globo e também sedia o parque de transmissão da Rádio Mundial AM 1180, segundo informações que constam no Mosaico da Anatel.

Colaboração Fernando Morgado

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta