» » Senado quer aumentar punição para violência contra jornalistas



A constante violência contra jornalistas brasileiros em plena atividade profissional tem preocupado o Congresso Nacional. São vários os projetos de lei em tramitação no Senado que tratam da segurança dos profissionais da imprensa.

Um dos projetos, do senador Acir Gurgacz (PDT-RO), torna crime hediondo o homicídio de jornalista em razão da profissão. Outro projeto, de autoria do senador Lucas Barreto (PSD-AP), considera agravante na pena quando o crime for cometido contra profissional da imprensa no exercício da profissão ou em razão dela.

Também a proposta do senador Weverton (PDT-MA) agrava de um a dois terços a pena para a lesão corporal a jornalistas e profissionais de imprensa.

As agressões físicas, ameaças, ofensas, intimidações e ataques virtuais, além dos assassinatos de profissionais da comunicação estão no Relatório da ABERT sobre Violações à Liberdade de Imprensa, publicado anualmente, desde 2012, quando a Associação passou a monitorar os casos de violência contra jornalistas no país.

Em 2020, foi registrado um caso de jornalista assassinado pelo exercício da profissão, além de 150 casos de violência não letal contra pelo menos 189 profissionais e veículos de comunicação.

FONTE: ABERT

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta