» » Com pandemia, rádio em barco e bike auxilia moradores ribeirinhos no Recife


A comunicação virou uma ferramenta no Recife para ajudar a manter informada pessoas que vivem às margens do rio Capibaribe sobre as novidades relacionadas à pandemia.

A advogada e produtora cultural Jéssica Jansen atua como articuladora social na comunidade do Bode, a maior do bairro do Pina, onde vivem cerca de 12 mil pessoas. Ela também é presidenta da Acap (Associação Cultural Artística e Ambiental do Pina), uma iniciativa comunitária batizada de Livroteca Brincante do Pina.

Pensando em ajudar os moradores durante a pandemia, a entidade lançou uma série de iniciativas voltadas para o período de contaminação da covid-19. Informações como prevenção, cuidados, auxílios e decretos governamentais são informados ao público.

O projeto Livroteca existe há 20 anos. "A gente tem um núcleo de comunicação 'Caranguejos pensantes', que produz a rádio comunitária", conta Jansen. Em março de 2020, o grupo passou a usar a rádio Voz da Lama — que além do Bode também a Beira Rio — para conscientizar a comunidade.

"A gente chama aqui de rádio de andada, não chama de rádio ambulante. Ela é difundida tanto nas plataformas digitais, quanto na bike de som, que anda pela comunidade e atinge becos e vielas, e pelo barcoteca, que é o barco da Livroteca", explica.




Com barco e bicicleta, a informação chega à população ribeirinha e que mora nas palafitas. "Essa rádio aborda diversos temas, e uma delas tem sido a prevenção ao coronavírus com assuntos que tratam da prevenção diretamente e outros pontos", diz.

"O descaso do poder público com a comunidade já é antigo. Questões como saneamento básico já são negligenciadas faz tempo, mas com o surgimento da pandemia essa problemática se tornou ainda mais alarmante. Aqui não é tão simples ficar em casa, quando sua casa não tem uma estrutura básica. Por isso a importância da campanha #coronanasperiferias que acaba tomando a linha de frente contra as mazelas sociais", completa.

Além de informar, Jansen explica que a ação vai além e capta doações para uma das comunidades mais pobres da capital pernambucana.

"Essa campanha aceita vários tipos de ajuda: doação em dinheiro, de cestas básicas, de material de higiene. Ano passado, a campanha gerou um clipe chamado 'passinho da prevenção', que foi difundido na rádio e todo mundo dançava quando escutava a música. É um clipe muito massa, a letra é bem informativa, faz uma crítica social também", conta.

Para quem quiser ajudar o projeto, doações podem ser feitas pelo site do #CoronaNasPeriferias ou por depósito bancário na conta abaixo:

CAIXA (poupança)

José Ricardo Gomes Ferraz

CPF: 763 608814 20 / Operação: 013

Agência: 2193 / Conta: 9339 2

ou PIX: livrotecab@gmail.com / 763 608814 20

FONTE: UOL

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta