» » Assalto em Criciúma: radialistas são ameaçados durante transmissão



Uma equipe de uma emissora de rádio foi ameaçada durante uma transmissão ao vivo ao noticiar o assalto de uma agência bancária de Criciúma (SC) para roubar o cofre da tesouraria, entre o fim da noite desta segunda-feira (30) e o começo da madrugada desta terça-feira (1º). Até o início da tarde, nenhum suspeito havia sido detido.

Segundo o gerente de jornalismo da rádio Eldorado, João Paulo Messer, e o radialista da mesma emissora, Dante Bragato, às 1h15 os jornalistas começaram a receber telefonemas com ameaças.

Relatos de ouvintes e ameaças

A rádio Eldorado seguia com a programação normal até a meia-noite e estava prestes a fechar a transmissão do dia, quando começaram a noticiar o assalto.

"Começamos a receber vários relatos, [de] nossos repórteres que moram no centro. Começamos a transmissão ininterrupta. Nossa intenção era ficar no ar o máximo possível", disse Dante.

A sede da rádio fica próxima ao quartel da PM também alvo da ação criminosa.

"Pouco se via, mas se ouvia um tiroteio muito grande. E a emissora começou a colocar no ar ouvintes que estavam relatando situações vistas e do que eles estavam vivendo no início da madrugada. Alguns ouvintes começaram a informar inclusive onde os veículos estavam circulando”, disse João Messer.

O gerente de jornalismo afirma que por volta de 1h15 iniciaram as ameaças por telefone.

“Começamos a receber ligações de telefones com origem não identificada, dizendo que se a emissora não parasse de informar, a emissora seria explodida, essa foi a expressão utilizada em pelo menos duas ligações”, afirmou.

Transmissão interrompida

A equipe decidiu interromper a transmissão por questões de segurança, para evitar que a rádio também fosse atacada. A transmissão ao vivo não foi gravada.

“Entre o meio tempo em que checamos se aquilo não era uma brincadeira e nos aconselhamos com o comando da Policia Militar local, nós decidimos parar com a transmissão e retomar a programação normal da emissora”, explicou Messer.

Os radialistas também informaram que um carro suspeito fez rondas na sede da emissora. O veículo foi notado logo após o fim da transmissão ao vivo. Os profissionais continuaram na sede da rádio, com as luzes apagadas.

A rádio voltou a transmitir a programação normal às 5h.

FONTE: G1

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta