» » Homem que perseguia locutora em Portugal é condenado a prisão


O homem que durante cinco anos perseguiu a locutora da RFM (rádio do grupo Renascença Multimédia) Joana Cruz foi esta quinta-feira (09) condenado a cinco anos de prisão.

Jorge Lopes perseguia a locutora, e também o companheiro dela, Alberto Silva, e a filha menor do mesmo.

Segundo a juíza Joana Ferrer, do Juízo Criminal Local de Lisboa, ficou provado em tribunal que Lopes, de 43 anos, praticou os vários crimes de que era acusado: ameaça agravada, perseguição, injúria e difamação.

Ficou provado que Jorge Lopes, agora condenado a cinco anos de prisão, enviou centenas de e-mails, fotografias, SMS’s com obscenidades e ameaças, tanto físicas como sexuais. A advogada de defesa já confirmou que não irá recorrer do Juízo Criminal Local de Lisboa.

Ainda segundo o tribunal, que há oito meses julga este caso de “stalking”, a conduta do homem “foi-se exacerbando ao longo dos anos”, criando nas vítimas “um estado de perturbação e desassossego”, razão pela qual a hipótese de suspender a pena foi descartada.

Na sentença final a juíza Joana Ferrer teve igualmente em consideração o desrespeito de Jorge Lopes pelas medidas de coação que lhe foram impostas pelo tribunal no passado, visto que os episódios de “stalking” se prolongaram ao longo de vários anos e o comportamento do homem (que tinha já antecedentes criminais pela prática de ameaça agravada) se foram agravando quanto à violência verbal e visual.

FONTE: Renascença

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta