» » » APRACOM transforma-se em Federação e adota modelo FARCOM


No último sábado, dia 18 de maio, em Curitiba aconteceu a Assembleia Geral da APRACOM – Associação Paranaense de Rádios Comunitárias, entidade constituída em 2015 que tem 175 rádios comunitárias filiadas, onde por unanimidade foi aprovada a alteração para FARCOM/PR – Federação das Associações de Rádios Comunitárias do Estado do Paraná.

A mudança teve como principal objetivo adotar o mesmo modelo de atuação e representatividade da FARCOM/Tocantins, entidade que vem conseguindo a união e o fortalecimento das RADCOM´s, através de um alinhamento com as entidades filiadas, seja realizando o programa A VOZ DO TOCANTINS, veiculado diariamente pelas rádios, seja buscando parcerias com o Poder Público e iniciativa privada.

Na abertura do evento estiveram presentes Fabricio Ferreira, representando o Governador do Estado Carlos Massa Ratinho Júnior e o Secretário de Comunicação Social e Cultura Hudson Roberto José, representando o Ministério Público do Estado do Paraná participaram Tomás Barreiros e Patrícia Ribas e também o Gerente Regional Substituto do Escritório Regional da Anatel Paraná Santa Catarina Marcio Antônio Protzek. Jurandir Ambonati do setor de rádios da Secretária de Comunicação também teve presença destacada.

Após a abertura, as mais de 130 rádios presentes deliberaram pela aprovação do novo Estatuto da FARCOM-PR, o qual foi previamente enviado para análise de todos os associados, sendo aprovado na íntegra. A seguir a assembleia votou para reconduzir o radiodifusor comunitário Luis Carlos Dzulinski da rádio Princesa FM de Ponta Grossa, ao cargo de presidente da nova Federação. Em seguida Dzulinski apresentou toda a diretoria executiva, conselho fiscal e coordenadores regionais, dando posse a estes para o biênio 2019/2020.

O Presidente da FARCOM/Tocantins, Geraldo Freitas, que participou do evento em Curitiba, ressaltou a satisfação de ver a expansão desse modelo para outro Estado e acredita que através desse sistema de atuação e representatividade, as RADCOM´s conseguirão demonstrar, na prática, a grande importância que tem para a democratização da comunicação em nosso país. Segundo ele, a intenção é levar este modelo para outros Estados brasileiros e compartilhar as experiências de sucesso para o fortalecimento das rádios associadas.

Segundo o Presidente da nova FARCOM/PR, Luiz Carlos Dzulinski, a adoção deste modelo foi definida primeiro devido a um alinhamento encontrado com a entidade do Tocantins, especialmente pelo fator de não haver nenhum tipo de tendência ou influência político-partidária no trabalho e decisões da Federação, ponto que a Apracom tratou como bandeira desde a sua fundação.

Duzlinski ainda ressaltou: “Este modelo vai demonstrar a força das rádios comunitárias no Estado, além de oferecer as emissoras associadas serviços, produtos e benefícios que já são uma realidade no Tocantins, bem como a busca pelo fortalecimento e apoio, inclusive financeiro para sustentabilidade das rádios”.

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta