» » Produção para TV, rádio e vídeos consome cerca de R$ 70 milhões das campanhas à Presidência




Dados das prestações de contas dos candidatos à Presidência mostram que a produção de conteúdo para televisão, rádio e vídeos consome mais da metade do dinheiro já gasto nas campanhas para o cargo. Os 13 cabeças de chapa despenderam R$ 67,9 milhões com propagandas do tipo - mais de 40% do que foi arrecadado. Um levantamento do GLOBO indica que os gastos com a produção desses materiais e programas consumiu 54,9% das despesas contratadas nos primeiros 20 dias do horário eleitoral gratuito.

O percentual gasto com tais produções corresponde ainda a 43,85% de todo o montante arrecadado pelas campanhas à Presidência. As 13 chapas registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) juntaram R$ 154,9 milhões para a disputa e, até a prestação de contas atualizada em 17 de setembro, contrataram serviços diversos no valor de R$ 123 milhões. Deste total, R$ 67,9 milhões foram revertidos à produção do horário eleitoral, reconhecido há anos como a principal forma de se atingir o eleitorado, sobretudo aquele residente nos rincões do país.

Naturalmente, os postulantes ao Planalto que mais dispõem de tempo no programa eleitoral de televisão e rádio são também quem mais gastam. É a despesa principal de oito dos 13 cabeças de chapa. O investimento no conteúdo midiático supera os gastos de transporte, publicidade impressa, adesivos e impulsionamento de conteúdos nas redes sociais - novidade nesta eleição, entre outros.

FONTE: O GLOBO

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta