» » Rádio é o veículo mais próximo da população, afirmam palestrantes de congresso de radiodifusão


“Rádio, uma mídia cada vez mais local e interativa. Esse é o futuro?” foi tema do último painel do 28º Congresso da ABERT. Os jornalistas Ricardo Boechat (BandNews FM), Milton Jung (CBN) e Nilson Cesar (Jovem Pan) foram unânimes ao dizer que o rádio é o veículo de comunicação mais próximo da população.
Milton Jung ressaltou que o rádio tem características próprias que se encaixam perfeitamente com o avanço tecnológico. “O rádio é interativo, veloz, customizado, tem mobilidade e é multiplataforma. Ou seja, o rádio tem tudo o que as novas mídias têm”, disse.
Jung destacou ainda a necessidade de o rádio ser cada vez mais local. “O brasileiro quer ser ouvido. O morador de Manaus quer sim ouvir notícias, músicas e informações da sua cidade e região. Quer ouvir a sua voz e o seu sotaque”, disse o apresentador da Rádio CBN.
O locutor esportivo da Rádio Jovem Pan, Nilson César, que já narrou oito Copas do Mundo e mais de 200 corridas de Fórmula 1, afirmou que o rádio é o meio de comunicação mais democrático e interativo do mundo.
“Com as novas tecnologias, o cidadão que está nos Estados Unidos pode ouvir notícias da sua cidade com apenas um clique. Isso é fantástico. O rádio jamais vai morrer, porque ele é o veículo de comunicação que melhor se adapta a qualquer nova tecnologia existente, por isso o rádio é um sucesso”, disse.
O apresentador da BandNews FM, Ricardo Boechat, finalizou os debates do painel e apontou que o rádio está inserido no cotidiano das pessoas.
“A pessoa escuta rádio no carro, em casa, no trem, correndo, caminhado. Só o rádio permite que a pessoa consiga ouvir e fazer outra coisa ao mesmo tempo. Isso fará com que o rádio sempre seja uma fonte de informação”, afirmou ele.
O painel sobre rádio foi mediado pelo diretor da Band Brasília, Flávio Lara Resende.
FONTE: ABERT

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta