» » O Rádio entrou para o ambiente digital. E agora?



A presença do rádio no ambiente digital foi o tema abordado nesta quarta-feira, 18/10, durante curso a distância promovido pela AERP em parceria com a ABERT. O debate contou com a participação das professoras Nair Prata e Nélia Del Bianco e do diretor jurídico da AERP, Dr. Michel Micheleto.
As professoras apontaram as transformações pelas quais o meio vem passando, apresentando conceitos e exemplos de novos modelos de negócios que colocam o rádio como protagonista neste novo cenário.
Trazer o ouvinte para o centro das transmissões e considerar que seus hábitos de consumo mudaram é o principal caminho que as rádios devem seguir para buscarem esse reposicionamento. “Vamos buscar nossas audiências onde elas estão, seja no ambiente físico ou no digital”, afirmou Nair Prata, professora do programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Ouro Preto.
Entender que o rádio não ocupa mais o papel central na transmissão da informação e que deve chegar ao ouvinte por meio de múltiplas plataformas é fundamental. “Saímos de um modelo engessado de rádio para um universo de infinitas possibilidades”, completou Nair.
Para Nélia Del Bianco, professora dos programas de Pós-Graduação em Comunicação das Universidades de Brasília e Federal de Goiás, as rádios precisam estar atentas ao comportamento de sua audiência. “O tempo do ouvinte hoje não é mais o tempo linear do rádio. Ele é multiplataforma e está conectado em rede. Ele divulga, comenta e compartilha o que ouve, estabelecendo comunidades de pessoas que partilham dos mesmos interesses”, disse.
Engajamento e fidelização do ouvinte
Pensar em novos formatos e conteúdos específicos para cada plataforma são algumas das estratégias que os radiodifusores devem seguir, segundo as professoras. “Não dá para pensar com a cabeça de antigamente diante dos novos formatos”, defendeu Nélia.
O papel da audiência na propagação da informação também foi destacado. “O ouvinte quer muito mais que uma simples participação, quer propagar a informação para a sua rede. Temos que pensar em que formatos permitem essa propagação”, apontou Nélia.
O projeto EaD é uma iniciativa da AERP em parceria com a ABERT, desenvolvido para abrir oportunidades iguais de capacitação aos radiodifusores. Por meio de cursos e seminários, realizados em ambiente virtual, é possível assistir ao vivo os conteúdos e interagir com os especialistas convidados. Saiba mais em aerp.org.br/ensinoead
FONTE: AERP

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta