» » 'Brasil-sil-sil!' Grito mais famoso da torcida brasileira em Copas do Mundo completa 50 anos

O grito que ecoa nos gols da Seleção está completando 50 anos. Nasceu no Rio, em 1968, o bordão ‘Brasil-sil-sil’, eternizado na voz de Edmo Zarife. O locutor de Nova Friburgo morreu em 1999, mas sua vinheta embala o sucesso canarinho até hoje.


Edmo Zarife, locutor criador do bordão dos gols do Brasil (Foto: Arte: Cláudia Peixoto)

Concebido para o rádio, o bordão foi criado para as Eliminatórias da Copa de 1970. Em entrevista de 1998, o próprio Zarife conta. “Foi numa transmissão do nosso querido e saudoso Waldir Amaral. Nós soltamos a vinheta, e ele levou um susto. Eu só lembro que ele falou assim: 'Parabéns, Zarife, é essa aí! Vai ficar pra sempre!’”. E ficou.

Gravar a vinheta foi mais custoso que jogar os 90 minutos. O locutor permaneceu duas horas dentro do estúdio, repetindo incessantemente, até que o resultado saísse perfeito. O sonoplasta José Claudio Barbedo, o Formiga, foi companheiro de Zarife na gravação.


Segundo o sonoplasta da TV Globo Márcio Gonçalves, o grito de “Brasil-il-il”, costuma ser disparado umas 15 vezes, em média, ao longo de cada transmissão de partida da seleção brasileira, contando com o pré-jogo, a transmissão e os comentários e balanços finais.

“Não tem regra. Mas no final do hino nacional e em momentos emocionantes sempre tem”, destacou o sonoplasta.

Uma curiosidade: esta é a 13ª Copa que a Globo usou o bordão a cada gol do Brasil. 

Voz empostada

O talento para a locução era natural. Em entrevista ao Jornal O Globo em 1987, ele afirmou que formou a sua famosa voz em frente aos microfones. “Não é de família, pois nem meu pai tinha esta voz. Também não é treinamento, porque sequer fiz cursos de locução”, disse Zarife, que trabalhou durante 32 anos no Sistema Globo de Rádio.

Quando criança, usava latas de salsicha para simular um microfone nos programas de auditório imaginários que apresentava na varanda da casa onde vivia.

FONTE: G1

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta