» » Profissionais da comunicação foram agredidos durante o julgamento do ex-presidente Lula


Em Porto Alegre (RS), uma equipe da Band foi hostilizada e agredida por manifestantes pró-Lula, que não permitiram a continuação da reportagem. Após ser atingida nas costas por um objeto, a repórter Fernanda Farias foi obrigada a deixar o local. O cinegrafista Márcio Godoy recebeu chutes e empurrões ao entrar no carro da emissora. 
Já em Curitiba (PR), o repórter do portal “The Intercept Brasil”, Rafael Martins, foi agredido enquanto registrava imagens do acampamento de manifestantes anti-Lula. O repórter foi empurrado por um militante que deu um tapa na câmera.
No Rio de Janeiro, manifestantes que apoiam o ex-presidente Lula, invadiram o prédio da Rede Globo e depredaram as dependências internas da emissora.
Atos como estes demonstram intolerância e o desconhecimento do real papel da imprensa. Qualquer tentativa de impedir que jornalistas exerçam seu trabalho viola o direito constitucional da sociedade de acesso à informação de interesse público.
Luis Roberto Antonik - Diretor Geral da ABERT



Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta