» » Irmãos se reencontram após 40 anos graças a programa ao vivo da Rádio Gaúcha



— Será que vocês não podiam encontrar minha família por aí? — surpreendeu, falando ao vivo de Manaus, o gaúcho Dilomar Borges Tavares, 60 anos, na Rádio Gaúcha. 

Se normalmente os ouvintes telefonam para o programa Esporte & Cia durante a madrugada querendo falar de futebol, Dilomar tinha outro objetivo: poder contatar algum familiar após quatro décadas. 

Morando fora do Rio Grande do Sul desde os 20 anos, quando partiu para o Amazonas em busca de emprego, o mineiro aposentado não falava com algum parente desde os 15, quando saiu de casa sem se despedir e foi morar na rua. Após circular por cidades da Região Metropolitana, ouviu em uma rádio que havia vagas de trabalho no Pará e foi em busca de emprego fora do Estado.

No ar, para o apresentador Rafael Colling, Dilomar explicou que no Rio Grande do Sul ficaram cinco irmãs, citou nomes, como o da mãe, Albertina, lugares onde moravam e locais de trabalho, detalhando na esperança de conseguir, após tanto tempo, o contato com alguém. 

O que parecia improvável se concretizou, e sua irmã Neiva, uma hora após o pedido, entrou em contato com a produção da Gaúcha. 

— Oi, Dino (apelido de Dilomar)! Eu sou a Neiva!
— A Neiva Borges Tavares? 
— Eu sou a Neiva Tetefi agora — explicou a irmã. 

Neiva contou que o marido escutava a rádio enquanto ela estava no computador. Após a citação de um nome familiar, ela passou a prestar mais atenção à conversa:

— Foi quando eu ouvi o nome da minha mãe, Albertina Borges Tavares. Eu disse, é a minha mãe, não pode ter duas, daí eu fiquei escutando o que estavam conversando. 

Emocionados, os irmãos relembraram o passado, citaram as mudanças do presente e combinaram o envio de números de contato. 

— Isso é coisa de Deus, cara — resumiu Dilomar ao apresentador Rafael Colling.






FONTE: GAUCHAZH

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta