» » Exoneração de funcionários da Rádio Roquette Pinto pode ser revista


A polêmica envolvendo os funcionários exonerados da Rádio Roquette Pinto (94 FM), ganhou um novo capítulo nesta segunda, 11. Em audiência da Comissão de Trabalho da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), o secretário estadual de Cultura interino Leandro Sampaio afirmou que realizará uma reunião com os ex-funcionários, que poderão ser readmitidos. “Podemos fazer um estudo e avaliar para que algumas pessoas ao menos sejam reaproveitadas”, disse ele, em nota divulgada nesta segunda-feira pela Alerj.

Ainda de acordo com Sampaio, a rádio foi transferida da Subsecretaria de Comunicação Social da Casa Civil para a Secretaria de Estado de Cultura, em março. Eram 65 funcionários. Desses, 48 nomeados na rádio, dos quais cerca de 20 foram demitidos. O secretário informou que também já pediu a transferência dos servidores que ficaram na Casa Civil. 

RÁDIO MUDOU DE NOME  

Outra determinação divulgada na reunião é que o nome Roquette Pinto voltará a ter destaque na marca da rádio, que alterou seu título para ‘Rádio 94 FM, a Rádio do Rio’ desde que passou pelas recentes alterações. 

O presidente da comissão, deputado Paulo Ramos (PSol), explica que o antigo nome é uma referência muito importante. Ex-diretora da rádio, a produtora cultural Eliana Caruso foi afastada de suas funções em setembro. Em seu lugar, o deputado André Lazaroni, secretário de Cultura, nomeou o radialista Newton Fernando Ribeiro, o Cabeção, que foi candidato derrotado a vereador pelo PT.

A emissora pertence ao governo do estado do Rio de Janeiro que opera na frequência AM 630 e FM 94,1

FONTE: O GLOBO

Postado por ADM

O portal da galera do rádio
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga
Comentários

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta